Anúncios

Bolsonaro avalia reajustar o salário mínimo pela inflação

Foto: Adriano Machado

Bolsonaro avalia reajustar o salário mínimo pela inflação

Bolsonaro e Moro se encontram hoje
Bolsonaro de Folga
Entrevista – Lucas Fernandes

O presidente Bolsonaro falou na manhã desta terça-feira (14) que o governo estuda uma forma para que o salário mínimo seja reajustado ao menos pelo mesmo índice da inflação 2019.

O governo definiu inicialmente que o valor do salário mínimo seria de R$ 1039, o que equivale a um reajuste de 4,1%. O reajuste ficou abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor, que teve uma alta de 4,48% no ano passado.

De acordo com o Ministério da Economia, se autorizado pelo Planalto, o valor do mínimo será de R$ 1.045. Nesta conta entraria o repasse de resíduos de 2018 (que são a porcentagem que ficou restando no ano em questão para mínimo recompor o INPC), assim como o reajuste pelo INPC de 2019.

O presidente disse que deve ter uma reunião com o ministro da Economia hoje pela tarde para definir o assunto.

“Vou me reunir com o Paulo Guedes agora à tarde. Eu acho que tem brecha para a gente atender. É porque a inflação de dezembro foi atípica, por causa do preço da carne. Então se vai ser duas da tarde, tenho um despacho com o Paulo Guedes para decidir esse assunto”, explicou Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada.

O presidente também foi perguntado se a ideia era recompor ao menos o valor do INPC. Bolsonaro confirmou. “É a ideia. No mínimo isso aí. Agora cada R$ 1 no salário mínimo são mais ou menos R$ 300 milhões (de impacto) no Orçamento. A barra é pesada, mas a gente tem que…Apesar de ser pouco o aumento, R$ 4 ou R$ 5, tem que recompor”, finalizou.

O valor inicial do mínimo de R$ 1039 proposto pelo governo, ficou menor que o INPC porque a previsão de inflação de 2019 ainda não estava consolidada. O resultado final só saiu neste mês de janeiro.

O governo estuda propor ao Congresso uma alteração da Medida Provisória que reajustou o salário mínimo. A MP ainda não iniciou o trâmite no Legislativo.  Os parlamentares estão em férias e só voltam ao trabalho no início do mês de fevereiro.

Authors

Anúncios