Anúncios

Lula e Boulos são denunciados por invasão do triplex do Guarujá

Foto: Ricardo Stuckert/Lula/Facebook/Divulgação

Lula e Boulos são denunciados por invasão do triplex do Guarujá

Operação Help IX da PF combate a distribuição de pornografia infantil na internet
Primeiro-Ministro Russo renuncia
PEC em tramitação acaba coma prescrição de crimes de feminicídio e estupro

O Ministério Público Federal de São Paulo ofereceu denúncia contra o ex-presidente Lula e contra Guilherme Boulos, líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, por terem invadido o triplex do Guarujá no dia 16 de abril de 2018, cerca de uma semana após a prisão de Lula.

Uma das faixas do movimento  que foram penduradas no imóvel no dia da invasão trazia a seguinte inscrição: “Se é do Lula, é nosso”. Lula foi condenado em 3 instâncias por ter recebido o triplex como propina da empresa OAS.

Lula, Boulos e mais três pessoas foram enquadradas no artigo 346 do Código Penal, que diz que é crime: tirar, suprimir, destruir ou danificar coisa própria, que se acha em poder de terceiro ;por determinação judicial. O imóvel estava bloqueado pela Justiça na época da invasão.  A pena prevista vai de 6 meses até 2 anos de prisão.

Lula foi apontado como sendo o incentivador da invasão, já que em janeiro de 2018, após ter sido condenado em 2ª instância, o ex-presidente fez um discurso na Praça da República em São Paulo, dizendo que a sentença decorreu de um “desgraçado de um apartamento que eu não tenho”.

Na ocasião, Lula disse ainda que pediu a “Guilherme Boulos mandar o pessoal dele ocupar” o triplex. Alguns dias depois, por volta de 30 integrantes do MTST promoveram uma invasão do Condomínio Solaris e entraram no imóvel, permanecendo por cerca de 2 horas. A invasão só foi encerrada depois de um acordo com a Polícia Militar.

Sobre a denúncia, Guilherme Boulos publicou o seguinte em uma rede social:

Até o momento, nem o ex-presidente e nem seus advogados se pronunciaram sobre a denúncia. O Espaço de O Noticiarista está aberto.

Authors

Anúncios