Anúncios

Maia afasta das funções 12 deputados do PSL após pedido de Luciano Bivar

Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão Conteúdo

Maia afasta das funções 12 deputados do PSL após pedido de Luciano Bivar

Rodrigo Maia espera que governo atue para resolver os problemas econômicos do país
Presidente da Câmara pede Fora Alvim
Rodrigo Maia paralisa a instalação de 6 CPIs na Câmara dos Deputados

Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, afastou 12 deputados da ala bolsonarista do PSL de qualquer função na Câmara. Rodrigo Maia atendeu um pedido do presidente nacional do PSL, o deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE). Os deputados afastados ficam impedidos de ocupar postos liderança na legenda e também não vão poder participar de decisões internas da bancada.

A suspensão tem a duração de 1 ano e foram aplicados aos seguintes parlamentares:

  • Aline Sleutjes (PSL-PR)
  • Bibo Nunes (PSL-RS)
  • Carlos Jordy (PSL-RJ)
  • Caroline de Toni (PSL-SC)
  • Daniel Silveira (PSL-RJ)
  • Filipe Barros (PSL-PR)
  • General Girão (PSL-RN)
  • Hélio Lopes (PSL-RJ)
  • Junio Amaral (PSL-MG)
  • Márcio Labre (PSL-RJ)
  • Sanderson (PSL-RS)
  • Vitor Hugo (PSL-GO)

O principal efeito das sanções foi diminuir de 53 para 41 a bancada do partido na Câmara. Deputados da ala bolsonarista do partido disseram que o objetivo de Bívar é retomar o controle do partido na Câmara dos Deputados, atualmente sob o comando do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Em entrevista para O Noticiaristas, a deputada Caroline de Toni disse que lamenta a decisão, e que e acha “que o partido deveria dar um exemplo de diplomacia e educação, tratando a gente bem”. Ela também pede um sinal de gratidão do partido, já que, segundo ela, sem o nome do presidente Jair Bolsonaro, o partido não teria crescido o tanto que cresceu nas últimas eleições. Ela também disse que pretende recorrer da decisão na justiça.

Eduardo Bolsonaro, comentou a decisão em uma rede social:

 

Authors

Anúncios