Anúncios

MP do Rio de Janeiro apura “QG da propina” de Marcelo Crivella

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

MP do Rio de Janeiro apura “QG da propina” de Marcelo Crivella

Lula e Boulos são denunciados por invasão do triplex do Guarujá
Senado discute ampliar direitos de passageiros e motorista de aplicativos
Lava Jato prende ex-secretário nacional de justiça

A Polícia Civil do Rio de Janeiro e o Ministério Público estadual realizam na manhã de hoje uma operação para investigar o chamado “QG da propina” do governo de Marcelo Crivella, atual prefeito do Rio de Janeiro.  São cumpridos ao todo 17 mandados de busca e apreensão.

A investigação começou com a delação premiada do doleiro Sérgio Mizrahy, que foi preso em 2018 na Operação Câmbio, Desligo, derivada da Lava Jato. Em sua colaboração,  o doleiro disse que o empresário Rafael Alves, que teria ligações com Crivella, teria atuado na arrecadação ilícita de valores com empresários que tem contratos com o município.

Rafael é irmão de Marcelo Alves, atual  presidente da Riotur, empresa de turismo do município. Segundo o delator, ele tornava viável a contratação de empresas pela administração de Marcelo Crivella e também ajudava no recebimento de faturas da gestão anterior, mendiante o recebimento de propina.

Um dos alvos da investigação é o próprio prefeito Marcelo Crivella, por isso as buscas tiveram que ser solicitadas pelos promotores que trabalham junto à Procuradoria-Geral de Justiça do Estado e tiveram que ser autorizadas pelo Tribunal de Justiça do Rio.

A reportagem pediu uma manifestação da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e da Riotur e aguarda retorno.

Authors

Anúncios